08 jun2012

 

No próximo domingo (17.06) a OSC produz a segunda edição do Arraial dos Namoras no terraço do Fashion Mall, shopping da Zona Sul do Rio de Janeiro. Localizado em frente uma das  maiores favela da América Latina, a  organização do evento não poderia deixar de lado seu cunho social e doará 5% de tudo quer for arrecadado ao Movimento Rio Eu Amo Eu Cuido, cujo mote principal é o amor  declarado à cidade do Rio de Janeiro. Conversamos com Rômulo Groisman, sócio e diretor de relacionamento da Biruta Ideias Mirabolantes além de conselheiro e responsável pelo Grupo de Trabalho da REAEC.

 

  1. 1. OSC: Como surgiu o movimento e  há quanto tempo existe?

RG:Surgiu há quase 2 anos como um projeto da ONG Move Rio que ajuda instituições sociais da cidade. O movimento ganhou tanta força que foi montada uma estrutura independente. O REAEC tem como missão “Transformar o comportamento do carioca, conscientizando-o da importância de pequenos gestos e bons hábitos”.

 

  1. 2. OSC: Você é Diretor de Relacionamento da Biruta Ideias Mirabolantes, uma das agências de comunicação mais bem sucedidas do Rio. Estes dois trabalhos e funções se completam de alguma maneira? A criatividade que é necessária no trabalho na Biruta é útil ou até mesmo usada no trabalho com a Eu Amo Eu Cuido?

RG:Sem dúvida. Acho que um dos principais motivos para termos conquistado sucesso com a Biruta foi a ousadia e brilho nos olhos, nós nos entregamos. Em um movimento como REAEC, o compromisso e entrega de cada conselheiro deve ser muito intensa. Precisamos ter muita criatividade e brilho nos olhos para trazer doações, voluntários e parceiros para o movimento. E claro, fazer ações que elevam a imagem do REAEC.

 

  1. 3. OSC: Houve alguma ação  que realmente te emocionou?

RG:Temos duas frentes de ações, aquelas que visam divulgar institucionalmente o movimento e a outra visando a participação de voluntários. Uma das que mais me emocionou foi a entrega de uma quadra de vôlei na comunidade Vila Jurema. Nós transformamos, com a ajuda da comunidade e apoio do Globo Rio e CBV, uma área degradada na comunidade em uma quadra de vôlei linda. E a estreia teve participação de grandes jogadores de vôlei de praia. O envolvimento das crianças e jovens da comunidade foi emocionante.

 

  1. 4. OSC: Desde o nascimento da  Rio- Eu Amo Eu Cuido, quais mudanças você efetivamente vê no carioca?

RG:É um trabalho árduo e a longo prazo. Temos consciência disso. Mas o que podemos ver hoje é o orgulho do carioca que foi resgatado depois de anos. O orgulho é muito importante para a mudança de comportamento. Assim como antes as pessoas andavam sem cinto de segurança, em breve, será um absurdo jogar lixo no chão, bloquear cruzamento, parar o carro na calçada…

 

  1. 5. OSC: Como você avalia o  comportamento cívico do carioca?

RG: O carioca tem a cultura de ser malandro e isso não é ruim. Ruim é achar que ser malandro é sinônimo de mal educado. Carioca é malandro, é gentil, simpático, educado…isso é ser carioca.

 

  1. 6. OSC: Há planos de expandir para outras cidades, um Eu Amo Eu Cuido SP, por exemplo?

RG: Nosso foco é o Rio. Somos cariocas e queremos contribuir com a transformação dessa cidade que amanhã será de nossos filhos e netos.

 

  1. 7. OSC:  Como as ações são planejadas? Existem critérios que definem as áreas que receberão as ações?

RG: Todas as ideias criadas ou sugeridas ao movimento são discutidas pelo grupo do conselho. São estabelecidas as prioridades e então pensamos a forma de viabilizá-las, inclusive economicamente.

 

  1. 8. OSC:  Como aconteceu a parceria Eu Amo Eu Cuido/Fashion Mall?

RG: O Fashion Mall representa a moda carioca e o local é  frequentado por formadores de opinião que muito podem ajudar a transformar a cultura da cidade. O convite para participar de um dos eventos mais importantes do shopping foi muito bem recebido pelo movimento. Levaremos pra lá toda energia do REAEC.

 

  1. 9. OSC:  Qual a importância de doações como essa? ( a REAEC  receberá  5% de tudo que for arrecadado no Arraial)

RG: A doação em troca da camisa é uma das principais formas de arrecadação do movimento. Com ela é possível manter estrutura mínima necessária e espalhar o orgulho de ser carioca para outras pessoas. Quem veste a camisa do REAEC, coloca o adesivo no carro ou broche na mochila incorpora o espírito do carioca do bem. Esperamos que no evento do Fashion Mall novos cariocas apaixonados façam o mesmo.

 

(Julia Ryff – redação OSC)

 

 

OSC
OSC

Comentários

Deixe um Comentário