06 jun2012

Saiba um pouco  mais sobre quem vai estar no palco do TEDxRio+20, dias 11 e 12 de junho, no Forte de Copacabana. Pela segunda vez a OSC atua como produtora de apoio ao TED x Rio.

Confira a lista  de pensadores incríveis que passarão por lá:

Jarbas Agnelli

Videomaker, diretor de comerciais, músico. Esse é Jarbas Agnelli, que, em 10 anos à frente de sua agência, a AD Studio, já recebeu prêmios em Cannes e o Grand Clio, o mais prestigiado da propaganda americana e o primeiro dado a um vencedor de língua não-inglesa.

 

Hans Donner

Designer gráfico responsável por uma das marcas mais  relevantes do Brasil, Hans Donner se transformou em mago. Austríaco, mas carioca de coração, expôs seus trabalhos ao redor do mundo. Do seu talento nasceram as marcas comemorativas dos dez anos do centro de artes de Paris, Georges Pompidou e dos 80 anos do Cristo Redentor.

 

Severn Suzuki

Ambientalista precoce, desde os 6 anos, Severn Suzuki, já criou uma organização, palestrou na Eco 92, se formou em ecologia e biologia evolutiva e apresentou um programa infantil. Seu trabalho de difusão da conscientização em prol da defesa do planeta a tornou personagem principal do documentário “Severn, a voz de nossos filhos”.

 

Nilton Bonder

Aos 54 anos, Nílton Bonder é rabino, escritor, consultor de empresas e surfista. Com formação em Literatura Judaica, já venceu o Jabuti, em 2000, e o de melhor escritor judaico em 2002. Também é reconhecido por seu trabalho por causas humanitárias. Em 2011 ganhou o 1º Prêmio Rio Sem Preconceito.

 

Vik Muniz

Um dos grandes artistas brasileiros da atualidade. Esse é Vik Muniz, que já expandiu seu talento por todo o mundo, sempre com materiais baratos e inusitados. Foi presenteado com uma ala inteira dedicada às suas criações no Museu de Arte Moderna de Nova York e protagonista do documentário indicado ao Oscar “Lixo Extraordinário”.

 

William Kamkwamba

Nasceu em Malawi, país localizado ao sul da África e considerado o mais pobre do mundo, segundo relatório de 2005 do FMI. Passou fome junto com sua família e, ainda assim, construiu sozinho dois moinhos de vento que geraram energia pra sua casa e irrigaram plantações de sua vila. Sua história comoveu jornalistas do mundo inteiro e William teve a oportunidade de fazer parte de um grupo de jovens lideranças na África do Sul.

 

José Maria Gomes Neto

José Maria Gomes Neto é astrólogo, escritor e conferencista, reconhecido dentro e fora do Brasil. Já rodou capitais, Europa e Estados Unidos, aliando o estudo dos astros a técnicas de coaching, que resultou no que chama de Astro*Coaching. José Maria acredita que cada ser humano carrega em si a possibilidade da transformação. “Não, você não pode ser qualquer coisa que queira, mas você pode ser qualquer coisa que seja capaz de se tornar”, é um de seus lemas.

 

Jessica O. Matthews

Poucas coisas no mundo mobilizam multidões como uma bola de futebol. Foi pensando nisso que Jessica O. Matthews, junto a outros três amigos da Universidade de Harvard,criaram a sOccket, uma bola que gera e acumula energia a cada chute. A ideia foi definida por chefes de Estado como “extraordinária” e ganhou prêmios ao redor do mundo. Mas, para Jessica, inovação não adianta por si só, “se não for contagiosa”.

 

Marina Silva

Marina Silva, ambientalista e política brasileira, nasceu no Acre, trabalhou como empregada doméstica e se alfabetizou tardiamente. Superou adversidades para se tornar uma colecionadora de votações expressivas que culminou nos 20 milhões de votos que recebeu nas últimas eleições presidenciais. Ganhou prêmios, como o “2007, Champions of the Earth”, da ONU, além de honras da WWF, Sophie Foundation, Fundação Príncipe Albert II, entre outras.

 

Jim Robbins

Escritor e jornalista, Jim Robbins celebra o fato de poder se entregar livremente à sua

curiosidade. Rodou o mundo atrás de boas histórias, que viraram livros e textos para a seção de ciência do New York Times, jornal para o qual colabora desde 1980. No espaço trata de temas como o meio-ambiente e o sistema nervoso central humano, apontando para mudanças interiores que podem virar instrumentos de transformação de vidas e do planeta.

 

Natalie Jeremjenko

Bioquímica, física, neurocientista, professora, engenheira e artista. Tudo isso e mais um pouco é Natalie Jeremijenko. Através da Clínica de Saúde Ambiental, trabalha com experiênciais sociais que permitem – e incentivam – mudanças através das artes e do design. Professora universitária, também cria e supervisiona projetos e ainda expõe suas obras em espaços renomados. Também fez parte da criação do Índice de Desânimo, um detector de movimento de câmera que foi instalada na Ponte da Baía de São Francisco para gravar suicídios, que foram representados graficamente em relação aos dados do mercado de ações.

 

João Lammoglia

Jovem, inventivo e premiado. Assim pode-se definir João Lammoglia, designer que investe em suas boas ideias. Vencedor do Best Of The Best 2011 Design, da organização Red Dot, e o finalista no 24º Prêmio Museu da Casa Brasileira, o brasileiro tem diversos projetos sustentáveis que podem trazer revoluções nas nossas vidas. Uma de suas recentes invenções é a Aire, máscara que transforma a nossa respiração em energia. É dele também um capacho que acumula energia ao limpar o pé. “Estou interessado em como o design pode influenciar a vida de uma pessoa, seus costumes, crenças e necessidades”.

 

Fabien Cousteau

Fabien Cousteau tem a paixão pelos oceanos escrito em seu DNA. Filho de Jean-Michel Cousteau e neto de Jacques-Yves Cousteau, o cineasta aquático tem como uma de suas mais famosas invenções, um submarino em forma de tubarão. No currículo, traz parcerias – com o pai e a irmã – na série de TV chamada ‘Ocean Adventures’, a fundação da Plant-a-Fish Initiative, além de ser membro do Projeto do Milênio da ONU, fazer parte do conselho da New York Harbor School, e ser membro da Water Innovation Alliance.

 

Laurence Kemball-Cook

Laurence Kemball-Cook é um jovem engenheiro que desenvolveu um projeto sustentável que vai ser atração nos Jogos Olímpicos de Londres, o Pavegen. O invento, um bloco de pavimento capaz de converter energia do movimento de quem passa sobre ele em energia elétrica já ganhou reconhecimento e rendeu prêmios. Contudo, o empreendedor espera mais. “Uma pessoa dá em média 150 milhões de passos durante sua vida, imagine o potencial”, enfatiza Kemball-Cook.

 

Adriana Gryner

A máxima do “lixo que vira luxo” já é antiga e essa comunicadora e empresária resolveu modificá-la, fazendo produtos de alta qualidade através da reciclagem, gerando oportunidade e renda. Lonas e banners usados em shows, festas e eventos são transformados em bolsas, carteiras e outros itens. E quem produz as peças são em sua maioria detentos de presídios do Rio, através da ONG TemQuemQueira, fundada e presidida por Adriana Gryner.

 

Garbor Maté

Gabor Maté já é um médico canadense, nascido na Hungria em 1944. Sem nunca escolher o caminho mais simples, ele tocou por 20 anos uma clínica da família perto de Vancouver, cuidou de doentes terminais e tratou pacientes que sofrem de dependência grave de drogas, doença mental e HIV. Aliado a estudos de caso, tornou-se reconhecido por sua perspectiva única sobre Transtorno de Déficit de Atenção e acha que a primeira pergunta não é ‘Por que a dependência?’ e sim ‘Por que a dor?’.

 

José Luís Cordeiro

José Luís Cordeiro é um engenheiro venezuelano que “joga nas 11”. Já atuou como consultor de empresas petrolíferas, gravita nos campos das Ciências, Engenharia Mecânica, Economia, Idiomas e é considerado um “futurista”. Acredita que a morte, em breve, não atingirá aos homens. Parte das suas ideias acabaram virando livro – “O Desafio Latino-americano”, que se tornou best-seller nos países de língua espanhola.

 

Winnie Lau

Winnie Lau gerencia o projeto Marin Ecosystem Services (Mares), que tem como objetivo proteger os ecosistemas marinhos aliado ao aproveitamento de mercado e investimento do setor privado. Ela já rodou o mundo e chegou a atuar em três diferentes setores no Departamento de Estado dos EUA. Na prática, o trabalho de Winnie é mostrar que os ecossistemas marinhos não são simples fontes de recursos. “A natureza não está lá apenas para irmos e pegarmos os bens que quisermos. Ela tem todos esses outros aspectos que tornam a nossa vida tão maravilhosa”, descreve. E, para ela, isso também tem seu preço.

 

Eleanor Luzes

Eleanor Luzes é médica-psiquiatra, criadora da “Ciência do Início da Vida”, que mostra

a importância de uma série de cuidados durante a gestação que implica em respostas

importantes, como a queda da mortalidade infantil, a melhor qualidade de vida e até mesmo o aumento da expectativa de vida. Seu trabalho tem sido difundido em diversas universidades e chamou atenção até de alguns deputados federais, em uma audiência realizada em maio de 2006, durante a celebração da Semana Nacional de Direitos Humanos.

 

Colomban de Vargas

Colomban de Vargas é biológo, grande apreciador de aventuras. Aliás, seus desafios são escolhidos pelo grau de benefício que podem dar a ciência. Participou de uma audaciosa expedição que percorreu 35 países para estudar o plâncton, onde coordenou uma equipe de pesquisadores e chegou a mais de 40 mil amostras coletadas. Os tópicos vão bem além da vida marítima, chegando ao nosso clima. Colombam é formado na Universidade de Genebra, mestre de pesquisa no Conselho Nacional de Pesquisa Científica (CNRS), na estação biológica de Roscoff, na França.

Viviane Cunha

A união da arquitetura com a sustentabilidade é quase sinônimo do nome Viviane Cunha. Formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pela University College of London, é diretora da primeira empresa licenciada para avaliar empreendimentos e construções sustentáveis no Brasil e na América Latina. Tamanho esforço resultou em um trabalho que é referência na America Latina, ganhando o selo inglês BREEAM, o mais antigo e usado no mundo.

 

Illac Diaz

O filipino Illac Diaz carrega apenas o lado “verde” do seu passado de executivo corporativo. Tem entre seus projetos o Pier One Seafarer’s Dormitory, um abrigo auto-sustentável, a Fundação MyShelter, que trabalha na com soluções sustentáveis para a construção de clínicas e salas de aula em áreas rurais, e o Liter of Light, que fornece energia a um custo zero de carbono, zero de eletricidade, a 1 milhão de casas só em 2012. Através de cinco componentes, é possível iluminar áreas escuras durante o dia usando uma “lâmpada solar” com cerca de 55 watts de potência.

 

Cláudia e Kátia Alencar

Atletas engajadas, as gêmeas Cláudia e Kátia Alencar, dois dos maiores nomes do remo brasileiro, passaram a conciliar a vitoriosa carreira com a vontade de fazer do esporte uma ferramenta social. Pioneiras, as duas levam o remo para crianças e adolescentes como uma nova possibilidade educacional. Também estão aliando a prática com a defesa da natureza, chegando a criar o Comitê de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Federação Pernambucana de Remo, órgão inovador em entidades esportivas brasileiras.

 

Helio Mattar

Helio Mattar é fundador e diretor-presidente do Instituto Akatu, uma organização nãogovernamental que busca conscientizar a população para o consumo voltado para a sustentabilidade considerando a ideia da SER (responsabilidade social e ambiental empresarial). A entidade é reconhecida como uma das mais competentes do mundo para atuar em parceria com a iniciativa privada, segundo relatório elaborado pelo Pacto Global das Nações Unidas.

 

Martina Hauser

Martina Hauser é uma dirigente política que colocou conhecimento e seu cargo à disposição da sustentabilidade. Desde 2010 ela é a líder da equipe do Ministério Italiano do Meio Ambiente, Terra e Mar. Suas principais frentes de trabalho são reduzir a emissão de CO2 no país, além de aumentar a cooperação com países emergentes, entre eles o Brasil. Atualmente, empresas nacionais e estrangeiras, além de universidades estão envolvidas em projetos para avaliação do impacto ambiental. Sua dedicação já rendeu o título de Cavaleiro Terceira Classe do Trabalho na Ordem da Estrela da Solidariedade Italiana, concedido em 2005, pelo presidente da Itália.

 

Tony Haymet

Tony Haymet dedica a vida ao estudo dos oceanos e suas implicações no clima da terra. Ele dirige o Scripps Institution of Oceanography, a frente da maior rede mundial de estações de monitoramento dos gases de efeito estufa. É vice-presidente da CleanTech San Diego, organização sem fins lucrativos, um dos principais expoentes da produção de energia limpa e práticas sustentáveis nos Estados Unidos. O pesquisador defende a exploração dos oceanos como um planeta vizinho. “Não temos ideia de que formas de vida estranhas prosperam na escuridão das profundezas. Mas sabemos o suficiente para não querer perdê-las”.

 

Sargento Pimenta

O Sargento Pimenta surgiu em 2010, quando um grupo de nove amigos fanáticos por Beatles e por carnaval decidiu fundar seu próprio bloco. A trupe foi aumentando e hoje conta com mais de 70 componentes, que unem canções do maior grupo inglês de todos os tempos aos ritmos tupiniquins. Em sua breve trajetória, além dos desfiles de Carnaval, já se apresentaram no Réveillon da praia de Copacabana e na festa de recepção do príncipe Harry, no Morro da Urca. Um dos sonhos desses artistas é abrir o show do ex-Beatle, Paul McCartney. Alguém duvida que isso seja possível?

 

Magnus Cheiftez

Mais de 30 anos de trabalho, que hoje se concentra no desenvolvimento de tecnologias para a produção de energia limpa. Este é apenas um aspecto da vida e do currículo do empresário Daniel Magnus Cheiftez. Foi um dos primeiros 40 desenvolvedores de software para a Macintosh, trabalhou em organização que fornece criação e manutenção de sites para entidades engajadas e atuou no desenvolvimento da Livelink, primeira empresa de sistema de gestão documental baseada na web. Atualmente tem o cargo de CEO da Building Energy.

 

 

OSC
OSC

Comentários

Deixe um Comentário